Sinopse

O curta documentário “Ervas e saberes da floresta” dedica-se aos saberes e práticas tradicionais caboclas, revelando a utilização ancestral de ervas medicinais da floresta amazônica, seu cultivo e sua aplicabilidade para assegurar o reconhecimento dos saberes ancestrais.

Direção

Zienhe Castro

Zienhe Castro, é cabocla paraense, cineasta, produtora e roteirista na produtora ZFilmes. Atua como produtora cultural há 30 anos. Cursou Tecnologia do Cinema na UES-RJ e Roteiro e direção para documentários na Escuela de Cine e Tv de San Antonio de Los Baños em Cuba, onde realizou seu primeiro curta autoral “Amanhecer de Repente” sobre a música repentista cubana. Desde 2004, Zienhe passou a dedicar-se exclusivamente ao cinema, e transitou em várias projetos nacionais e internacionais nas funções: Produtora Executiva, Diretora de Produção, Coordenadora de Produção, Co-roteirista, Roteirista, Montadora e Diretora. Em 2009, dirigiu e produziu o documentário “ERVAS E SABERES DA FLORESTA”, projeto premiado pela Petrobras Cultural, lançado em abril de 2012. Em 2010, aprovou por edital MinC o curta de ficção “PROMESSA EM AZUL E BRANCO”, inspirado no conto homônimo da escritora paraense Eneida de Moraes, lançado em 2013. Em 2015/16, Zienhe Castro produziu e dirigiu “GRITOS DA TERRA” um curta fic/experimental em parceria com germano-brasileira Geneviève Pressler, e ainda o curta doc “DEIXE EU LHE DIZER” sobre o agricultor de mandioca Bené Batista da Silva, premiado como a melhor farinha do mundo no Slowfood na Itália. Em 2017 foi premiada pelo edital SEIVA de Produção Artística com o curta-foto-filme JOSEPHINA. Em 2018/2019 roteirizou, produziu e dirigiu o curta fic “O HOMEM DO CENTRAL HOTEL” e o média fic “PRAIANO”, produzidos via editais de apoio da MinC/SAV - 2018 em parceria no roteiro e na direção com o ator Claudio Barros e com o roteirista Manoel Leite Jr). Ambas as produções são inéditas, com lançamento previsto para 2021/2022 Ainda em 2018 foi premiada pelo edital de desenvolvimento de roteiro de longa ficção CÃO DA MADRUGADA. Zienhe assina o roteiro de Montagem do longa doc musical “Boi Pavulagem é Boi do Mundo” com Direção de Ursula Vidal e Homero Flávio. Atualmente finaliza dois longas doc “SABERES DA FLORESTA e “SIMPLESMENTE ENEIDA”, e ainda, desenvolve roteiro para série documental “SABERES DA FLORESTA” e “NÓS, AS ICAMIABAS”. É co-produtora do longa documentário “A PAJÉ” de Letícia Ottomani lançado em maio de 2021. Desde 2009 é responsável pela fundação, Direção Geral e Curadoria do Festival Pan-Amazônico de Cinema - AMAZÔNIA FIDOC, que envolve a cinematografia dos 9 países Pan-amazônicos. Em 2021 realizou por meio da Lei Aldir Blanc a MOSTRA ESPECIAL AMAZÔNIA DOC - 10 anos, uma retrospectiva do cinema Pan-Amazônico.